A DACHSER realiza testes de armazém para veículos guiados automatizados

Os testes de veículos guiados automatizados estão em andamento em dois locais da DACHSER. Ao realizar tarefas de rotina, esses veículos irão aliviar a carga de trabalho dos funcionários a longo prazo.

Os testes de veículos guiados automatizados estão em andamento em dois locais da DACHSER.

Como parte de suas atividades de pesquisa e desenvolvimento, a DACHSER está atualmente realizando um teste estendido para verificar até que ponto os veículos automatizados podem operar ao lado dos controlados manualmente em depósitos. Para tanto, as unidades de Langenau e Vaihingen têm usado, cada uma, um veículo automatizado desde o início do ano. Testes de inteligência de enxame também começarão em breve, envolvendo esses dois veículos autônomos trabalhando juntos no mesmo local.

A inspiração para os testes veio de um projeto anterior realizado em conjunto com o Fraunhofer IML, com o qual a empresa trabalha como parte do DACHSER Enterprise Lab desde 2017. O uso de veículos guiados automatizados (AGVs) poderia poupar os funcionários de trabalhos rotineiros e fisicamente extenuantes, liberando-os para se concentrar em tarefas mais exigentes. Outra vantagem é o tempo de trabalho dos veículos: eles podem permanecer em operação 24 horas por dia.

No momento, os AGVs realizam tarefas como o transporte de mercadorias desde a entrada do armazém até as zonas de entrega em uma área de armazenamento de alta capacidade, recolhendo e posicionando os paletes de forma autônoma no processo. Graças a uma interface com o próprio sistema de gerenciamento de armazém (WMS) da DACHSER, MIKADO, os AGVs podem ser atribuídos a trabalhos de transporte a qualquer momento; eles então encontram sua própria rota através do depósito. Os AGVs são equipados com baterias de íon-lítio, que suportam carregamento indutivo. “O processo de carregamento usa uma placa de base e leva apenas dez minutos”, explica Daniele Andreano, Líder de Equipe de Engenharia de Logística de Contrato da DACHSER, responsável pelos testes.

Segurança é fundamental

Uma vez que os veículos dirigem de forma autônoma, a segurança é uma das principais prioridades. Cada AGV é equipado com vários sensores em várias alturas, permitindo que ele faça a varredura em seus arredores continuamente em busca de qualquer obstáculo. Caso detecte algum, o sistema trava de forma autônoma, parando por completo ou calculando um novo percurso que lhe permitirá contornar o obstáculo. A velocidade máxima de 5 km / h também desempenha um grande papel na segurança.

“Nosso objetivo para o teste prático é ganhar experiência valiosa no uso de AGVs no depósito, bem como em conjunto com o terminal de trânsito. Isso nos permitirá entender como esses veículos podem melhor apoiar os funcionários em seu trabalho diário e ser integrados às operações diárias. Estamos muito felizes com os resultados que obtivemos até agora ”, disse Thomas Klare, chefe de logística de contratos corporativos da DACHSER em Kempten.

Contato Thais Meroni