Artigos Recomendados

2
17.04.2024
DACHSER expande capacidade de armazenamento na região de Karlsruhe

O centro logístico DACHSER em Karlsruhe, na Alemanha, adquiriu cerca de 27.800 metros quadrados de armazéns em Rastatt. O novo armazém deverá ser construído até o início de 2025 em um local estrategicamente favorável no entroncamento da rodovia Rastatt Norte e nas imediações dos portos do Reno, em Karlsruhe. A DACHSER está, assim, aumentando a sua capacidade de armazenamento na região logística do Alto Médio Reno em cerca de 42.000 espaços para paletes.

Leia
11.04.2024
DACHSER & Fercam Italia ganha ritmo

A partir de 28 de março de 2024, a DACHSER adquiriu 80 por cento das ações da joint venture DACHSER & Fercam Italia. Isto completa a aquisição da maioria das divisões de grupagem e logística contratual da empresa de logística italiana Fercam.

Leia
09.04.2024
DACHSER adquire fornecedor de logística de alimentos Brummer

Com a aquisição da Brummer, parceira da Rede Europeia de Alimentos para o transporte de alimentos com temperatura controlada entre a Alemanha, a Áustria e os países vizinhos, a DACHSER reforça a sua rede de transporte e armazenamento de alimentos na Europa.

Leia
09.04.2024
Novos serviços LCL entre Roterdã e Ásia

A divisão de frete aéreo e marítimo da DACHSER está expandindo significativamente os seus serviços. Isto envolve novas ligações fixas LCL entre o porto de Roterdã e vários portos na Ásia com horários de partida fixos.

Leia

DACHSER Brasil

08.04.2024
A grupagem dos mares

Os ataques a navios de carga no Mar Vermelho e os desvios e atrasos no transporte associados estão se tornando cada vez mais uma ameaça ao bom transporte de mercadorias e, portanto, também ao comércio internacional. Nesta entrevista, Christian Kruse, Head of Global Ocean Freight LCL, explica o papel da grupagem intercontinental, dos serviços LCL (Less-than-Container-Load) e as vantagens específicas que trazem para os clientes.

Leia
05.04.2024
Foco em cosméticos: DACHSER na in-cosmetics global 2024 em Paris

A DACHSER Cosmetics Logistics participará, pela terceira vez consecutiva, da in-cosmetics global, uma das feiras mais importantes da indústria cosmética, de 16 a 18 de abril. Sob o lema "Um verdadeiro ajudante da beleza", o prestador de serviços logísticos apresentará seus serviços de transporte e logística sob medida para clientes da indústria cosmética no Hall 1 (estande 1R55).

Leia
3
04.04.2024
Programando o futuro

Neste mundo cada vez mais complexo, fornecer à indústria química uma logística de grupagem de primeira classe significa melhorar continuamente os serviços oferecidos. As aplicações de IA desempenham um papel importante nesta transformação perpétua e duradoura. Michael Kriegel, Department Head DACHSER Chem Logistics, explica o potencial da IA para a logística e como ela está ajudando a DACHSER a superar os desafios atuais.

Leia
02.04.2024
DACHSER na LogiPharma 2024 em Lyon

Este ano, o prestador de serviços logísticos apresentará, mais uma vez, o seu portfólio de serviços na área de ciências da vida e logística de saúde na LogiPharma em Lyon. De 16 a 18 de abril, os especialistas da DACHSER estarão disponíveis para discussões especializadas no estande 109.

Leia
2
26.03.2024
Manobras robóticas

A logística tem muito potencial para veículos autônomos. Um uso para eles é como forma de automatizar totalmente o processo de manobra de caixas móveis. Mas como isso pode ser feito de maneira segura e eficiente, em um pátio de carga movimentado? A unidade da DACHSER em Langenau, perto de Ulm (Alemanha), pesquisou isso em condições operacionais reais.

Leia
2
21.03.2024
DACHSER segue em frente e expande sua rede global

Após o boom econômico na logística resultante da pandemia do coronavírus e a perturbação mundial nas cadeias de abastecimento, a normalidade regressou à indústria em 2023. A DACHSER estava entre aqueles cujo ano financeiro foi marcado pela fraca procura de serviços logísticos face a um excesso de capacidade significativo e a um forte declínio nas taxas de frete aéreo e marítimo.

Leia
18.03.2024
DACHSER, myclimate e terre des hommes estabelecem um programa de ação climática

A DACHSER, a organização de proteção climática myclimate e a organização de direitos das crianças terre des hommes concordaram em iniciar uma colaboração de longo prazo. Juntos, o fornecedor de logística internacional e as organizações sem fins lucrativos lançarão novos projetos de ação climática em todo o mundo e expandirão as iniciativas existentes. Um acordo nesse sentido foi assinado em dezembro de 2023.

Leia
04.03.2024
Concluída a compra da Frigoscandia 

A partir de hoje, a Frigoscandia AB é uma subsidiária integral da DACHSER e, portanto, parte da rede de Logística de Alimentos do fornecedor de logística. Isto também marca o início da integração total da empresa escandinava na rede DACHSER. A partir de agora, os clientes nos países nórdicos se beneficiarão de padrões de qualidade uniformes.

Leia
04.03.2024
Adiante com previsão

Logística - isso também significa aceitar e dominar desafios continuamente. Principalmente quando as coisas ficam difíceis. É por isso que nós, na DACHSER, estamos nos aproximando de com grande confiança e motivação, apesar de ainda estarmos confrontados com mercados fracos e voláteis e com custos crescentes. Pensamentos do CEO Burkhard Eling.

Leia
2
28.02.2024
Conectados na era da eletrificação

A mudança para a eletromobilidade está mudando as cadeias logísticas em todo o mundo. A Swoboda, um fornecedor automotivo com sede na região alemã de Allgäu, vê isso como uma oportunidade. Para ating[i-lo, a DACHSER está ajudando a empresa a reorganizar as suas cadeias de abastecimento globais.

Leia
Veja mais

DACHSER Corporate

19.04.2024
The new DACHSER magazine is here!

Nobody can predict the future—not politicians, not scientists, and not economists. However, that doesn’t mean we can give up the constant task of classifying current developments, tracking trends, and drawing the appropriate conclusions for tomorrow. This requires us to look closely, ask questions—and, most importantly, listen. That might sound obvious, but it can be a real challenge in day-to-day business.

Leia
2
17.04.2024
DACHSER expands warehouse capacity in the Karlsruhe region

The DACHSER logistics center in Karlsruhe has acquired about 27,800 square meters of warehouse facilities in Rastatt. The new storage is to be built by early 2025 in a strategically favorable location at the Rastatt North freeway junction and in the immediate neighborhood of the Rhine ports in Karlsruhe. DACHSER is thus increasing its warehousing capacity in the Middle Upper Rhine logistics region by around 42,000 pallet spaces.

Leia
11.04.2024
DACHSER & Fercam Italia gathers pace 

Effective March 28, 2024, DACHSER has acquired 80 percent of the shares in the joint venture DACHSER & Fercam Italia. This completes its acquisition of the majority of the groupage and contract logistics divisions of the Italian logistics company Fercam.  

Leia
09.04.2024
DACHSER acquires food logistics provider Brummer

With the acquisition of Brummer, the partner in the European Food Network for the transport of temperature-controlled food between Germany, Austria, and neighboring countries, DACHSER is strengthening its network for the transport and storage of food in Europe. 

Leia
Ir para

Mais lido

14.02.2020
Brexit: Depois da saída é antes da saída

O Reino Unido agora deixou oficialmente a União Europeia e o Brexit se tornou uma realidade. Mas isso é realmente apenas o começo. Um período de transição até o final do ano está atualmente impedindo qualquer grande impacto nos negócios e na logística em ambos os lados do Canal. Mas o que acontece depois disso ainda é uma questão em aberto.

Leia
29.08.2019
Nova regulamentação IMO 2020 e o impacto no transporte de cargas

IMO 2020 é a nova regulamentação da Organização Marítima Internacional (International Maritime Organization), que determinou a redução do teor máximo de enxofre (atualmente de 3,5%) para 0,5%. A mudança é válida para todos os navios, responsáveis por transporte nacional, internacional ou cabotagem. Devido a essa nova regulamentação, os armadores possuem algumas opções disponíveis:

  • Utilizar combustíveis que possuam um menor teor de enxofre, dentro do limite obrigatório a partir de Janeiro de 2020.
  • Utilizar “scrubbers”, dispositivos de controle da poluição do ar, utilizados para remover partículas de enxofre e assim limitar a quantidade de poluentes emitidos.
  • Utilizar fontes alternativas de energia, como motores a gás, por exemplo.

As reduções no teor de enxofre contribuem na diminuição de chuvas ácidas, que danificam plantações, florestas e ainda causam acidez às águas oceânicas. Além de reduzir a incidência de doenças respiratórias, melhorando a qualidade de vida das cidades, principalmente as que ficam próximas a regiões portuárias.

Essa nova regulamentação traz o aumento de devido ao aumento dos níveis de bunker (combustível), principalmente nos primeiros meses após a implementação das medidas necessárias. A regulamentação entrará em vigor a partir de 01 de janeiro de 2020. Caberá aos operadores logísticos a atenção necessária ao IMO 2020, pois deverá gerar mudanças significativas no mercado a partir do próximo ano.

Leia
22.10.2019
Incoterms 2020

Uma nova versão dos Incoterms entrará em vigor em 1º de janeiro de 2020 e incluirá várias alterações. Os termos de entrega emitidos pela Câmara de Comércio Internacional regulam as obrigações essenciais do comprador e do vendedor no comércio internacional, como transferência de mercadorias para o comprador, custos de transporte, responsabilidade por perdas e danos às mercadorias e custos de seguro.

 

Com a adaptação do Incoterms 2020 às práticas comerciais globais atuais, a nova versão é muito atualizada e orientada para a prática. O objetivo da revisão era tornar as cláusulas dos Incoterms mais fáceis de usar. Por exemplo, sua apresentação foi revisada para facilitar a seleção da cláusula apropriada pelos usuários. Além disso, a ordem das cláusulas foi alterada e as instruções revisadas do usuário foram adicionadas a cada cláusula.

Em termos de conteúdo, foram feitas alterações significativas nos Intercoms 2010, em particular o seguinte:

 

  • Diferentes níveis de cobertura no CIF e CIP: Como no passado, o Incoterms 2020 ainda é obrigado a contratar seguro de transporte às suas próprias custas nas cláusulas CIF (Cost Insurance Freight) e CIP (Carriage Insurance Paid). Ao contrário dos Incoterms 2010, no entanto, as duas cláusulas agora fornecem coberturas mínimas diferentes. A cobertura mínima a ser observada quando a cláusula CIF for acordada permanece inalterada. O seguro de transporte a ser contratado pelo vendedor deve continuar a corresponder pelo menos à cobertura, de acordo com as cláusulas (C) das Cláusulas de Carga do Instituto ou cláusulas semelhantes (seguro de riscos nomeados). Se a cláusula CIP for acordada, o vendedor deverá agora fornecer cobertura de seguro de acordo com as cláusulas (A) das Cláusulas de Carga do Instituto (cobertura contra todos os riscos). Tanto a cláusula CIF quanto a cláusula CIP permitem que as partes no contrato cheguem a acordo sobre uma cobertura de seguro diferente desta.
  • Inclusão de requisitos relacionados à segurança: Os requisitos relacionados à segurança para o transporte de mercadorias foram agora incluídos nas Regras A 4 e A 7 de cada cláusula Incoterms 2020. Como em outras cláusulas da Incoterms, deve-se observar que as cláusulas da Incoterms se aplicam diretamente diretamente às partes no contrato de venda e não são objeto do contrato de transporte.
  • Os Incoterms 2020 contêm regulamentos para o transporte com os próprios meios de transporte na FCA, Entrega no local (DAP), Entrega no local sem carga (DPU) e Entrega de serviço pago (DDP).
  • Para mercadorias vendidas sob a cláusula FCA (Free Carrier) e destinadas ao transporte marítimo (como mercadorias em contêineres), a FCA estipula uma nova opção no futuro. O comprador e o vendedor podem concordar que o comprador instruirá sua transportadora a emitir um conhecimento de embarque a bordo para o vendedor após o carregamento das mercadorias. Ao mesmo tempo, o vendedor é obrigado a entregar esse conhecimento de embarque a bordo ao comprador. Isso geralmente é feito através dos bancos participantes.
  • Renomeação de DAT para DPU (entregue no local descarregado). De acordo com a cláusula DAT do Incoterms 2010, o vendedor entregou as mercadorias assim que foram descarregadas do meio de transporte em um "terminal". No entanto, de acordo com as notas de aplicação do Incoterms 2010, o termo "terminal" não deve ser entendido do ponto de vista técnico, mas significava qualquer local de descarga. Esse fato foi levado em consideração no Incoterms 2020, renomeando a cláusula DAT anterior para DPU (Delivered at Place Unloaded) por uma questão de clareza. Isso significa que, no futuro, qualquer local (acordado) poderá ser o local de destino.


Os Incoterms se aplicam entre as partes de um contrato de venda (nacional ou internacional) e endereço - mas não estão limitados a - direitos e obrigações especiais dentro desse relacionamento contratual. Com base em uma definição uniforme garantida dessa maneira, devem ser evitados problemas subsequentes de interpretação ou discrepâncias entre as partes no contrato de venda. Note-se que os Incoterms, devido ao seu caráter de disposições do tipo GT&C, não constituem disposições estatutárias e, portanto, só se tornam juridicamente vinculantes se tiverem sido efetivamente acordados entre as partes no contrato de venda por meio de uma referência correspondente (por Incoterms 2020, isso também é possível antes de 1/1/2020). Independentemente disso, em casos individuais, as disposições legais conflitantes ainda têm precedência sobre uma cláusula da Incoterm.

Os Incoterms foram revisados ​​por 500 especialistas de mais de 40 países. As cláusulas são reconhecidas mundialmente e estão em uso em mais de 30 idiomas diferentes.

 

Leia
2
08.10.2019
DACHSER Brasil otimiza processo de desembaraço aduaneiro da Tetra Pak

Empresa de embalagens cartonadas, ocupa o primeiro lugar do ranking de eficiência em aeroportos de Viracopos

Leia
23.11.2020
Países da APAC assinaram o maior acordo de comércio livre do mundo

Em 15 de novembro de 2020, líderes de 15 países da Ásia-Pacífico chegaram a um acordo para formar um bloco de livre comércio sob a Parceria Econômica Abrangente Regional (RCEP). O acordo tem como objetivo facilitar o comércio entre os países membros, eliminando tarifas e estimular a economia em meio à pandemia da COVID-19.

Pontos principais em resumo:

  • RCEP é um acordo de livre comércio na região Ásia-Pacífico.
  • Quinze países assinaram o acordo, incluindo Austrália, Brunei, Camboja, China, Indonésia, Japão, Laos, Malásia, Mianmar, Nova Zelândia, Filipinas, Cingapura, Coréia do Sul, Tailândia e Vietnã.
  • Com a participação dos 15 países, eles formam a maior zona de livre comércio do mundo, cobrindo cerca de 30% da população mundial e quase 30% do PIB global.
  • A presença da China aumenta notavelmente o impacto do acordo e impulsiona o PIB total dos países membros do RCEP.
  • A Índia não aderiu à parceria por temer que produtos importados baratos possam prejudicar os produtores locais.
  • A nova zona de livre comércio é maior que o Acordo EUA-México-Canadá (USMCA) e a União Européia.
  • O RCEP irá reduzir os impostos sobre a maioria das mercadorias em um período de 20 anos, simplificar os procedimentos alfandegários, regulamentar o campo da propriedade intelectual e do comércio digital e substituir uma série de acordos comerciais bilaterais na região por um conjunto de regras.
  • Espera-se que alguns benefícios sejam vistos em 2021, assim que as nações participantes concluírem seus procedimentos de ratificação doméstica.

O que isso significa para a cadeia de abastecimento global?

  • Espera-se que o RCEP elimine uma série de tarifas e cotas sobre a maioria dos bens comercializados na região em um período de 20 anos.
  • As "regras de origem" podem ter o maior impacto. De acordo com o RCEP, as peças de qualquer país membro seriam tratadas igualmente, o que dá às empresas nos países membros do RCEP um incentivo para procurar fornecedores na região.
  • Muitos dos países membros do RCEP já têm acordos bilaterais de livre comércio entre si. O RCEP simplificaria os vários termos preferenciais sobrepostos. Isso reduz a complexidade e reduz os custos para as empresas.
  • China, Japão e Coréia do Sul são os principais participantes tradicionais das indústrias de eletrônicos, automotiva, têxtil e de vestuário, e tê-los no RCEP garantiria a estabilidade da cadeia de suprimentos para os países da ASEAN.
  • Incentiva as empresas a buscarem fornecedores nos países membros do RCEP, criando as bases para permitir um crescimento acelerado do PIB da região.

 

Como o RCEP vai estimular ainda mais as contínuas mudanças de fabricação na Ásia, ele não apenas afeta as empresas nos países membros, mas também é relevante para quaisquer empresas em todo o mundo que tenham negócios na região.

Sinta-se à vontade para entrar em contato conosco em dachser.apac-asl@dachser.com para saber mais sobre o novo acordo de livre comércio. Juntos, podemos revisar as localizações atuais da sua cadeia de suprimentos e identificar as etapas para obter os maiores benefícios sob o impacto do RCEP.

Leia
16.09.2020
Agora em sua oitava semana de operação bem-sucedida, a rotação de voos que conecta a Europa e os EUA ainda está funcionando sem problemas e sem falhas operacionais

Em julho deste ano, como resultado das inúmeras solicitações do mercado para um serviço fretado para conectar a Europa aos EUA e vice-versa, a DACHSER USA lançou um serviço de voos transatlânticos semanais de ida e volta entre Chicago, EUA e Frankfurt, Alemanha.

Leia
09.08.2019
Possíveis atrasos de voos na China

Um tufão na China, que é equivalente a um furacão de categoria 3, pode levar a atrasos de vôos para e da China. Os impactos da tempestade são sentidos em Taiwan. No fim de semana, o tufão se deslocará para a China ou passará perto de sua costa e levará ao fechamento de escolas e escritórios, bem como cancelamentos de voos devido às condições climáticas.
Se você tiver alguma dúvida, entre em contato com seu representante local da DACHSER.

Leia
2
13.12.2019
UM HORIZONTE MAIS AMPLO

Como a maior economia da América Latina, o Brasil define o ritmo de toda a região. A DACHSER mantém sua própria organização nacional há dez anos, construindo pontes para mercados em todo o mundo.

Leia
29.08.2019
Novos Incoterms 2020

Os novos Incoterms 2020 estão sendo elaborados na Câmara Internacional de Comércio (ICC) e devem aparecer no último trimestre de 2019. Eles entrarão em vigor em 1º de janeiro de 2020. Fique ligado para mais informações sobre os novos Incoterms. O ICC é o órgão que publica o Incoterms desde 1930 e, nas últimas décadas, novas atualizações foram implementadas. A versão mais recente e que está em vigor é a 2010.

Confira algumas informações já divulgadas pela Câmara Internacional de Comércio (ICC) sobre os novos Incoterms 2020:

O que são as regras do Incoterms?

As regras do Incoterms da ICC são os termos de troca essenciais do mundo para a venda de mercadorias. Esteja você registrando um pedido de compra, empacotando e rotulando uma remessa para transporte de carga ou preparando um certificado de origem em um porto, as regras do Incoterms estão lá para orientá-lo. As regras do Incoterms fornecem orientações específicas para indivíduos que participam da importação e exportação do comércio global diariamente.

Quem publica as regras do Incoterms?

Desde a sua fundação em 1919, a ICC está comprometida com a facilitação do comércio internacional. Diferentes práticas e interpretações legais entre os comerciantes de todo o mundo exigiram um conjunto comum de regras e diretrizes. Como resposta, a ICC publicou as primeiras regras do Incoterms em 1936. Desde então, as mantemos e desenvolvemos.

À medida que a ICC celebra seu centenário em 2019, a organização mundial de negócios tem o prazer de anunciar a preparação e publicação do Incoterms 2020. Está mais nova edição das regras do Incoterms ajudará a preparar os negócios para o próximo século do comércio global.

Por que usar as regras Incoterms no comércio internacional?

Embora existam outras cláusulas para o comércio global em todo o mundo, como a Tabela Tarifária Harmonizada dos Estados Unidos, as regras do Incoterms são globais em seu alcance. Da mesma forma, as regras do Incoterms não incluem termos comerciais codificados para fins nacionais, como a regra “menos de transporte por caminhão” (LTL) dos Estados Unidos. Diferentemente das políticas comerciais nacionais, as regras do Incoterms são universais, proporcionando clareza e previsibilidade aos negócios.

O que significa "Incoterms"?

"Incoterms" é uma sigla para termos comerciais internacionais. “Incoterms” é uma marca comercial da Câmara Internacional de Comércio, registrada em vários países.

As regras do Incoterms apresentam abreviações para termos como FOB (“Livre a bordo”), DAP (“Entregue no Local”) EXW (“Ex Works”), CIP (“Transporte e Seguro Pago”), todos com muito significados precisos para a venda de mercadorias em todo o mundo.

Esses termos têm significado universal para compradores e vendedores em todo o mundo. Se você é analista financeiro na cidade de Londres, pode associar o acrônimo "FCA" à Autoridade de Conduta Financeira do Reino Unido. No entanto, para importadores e exportadores de todo o mundo, as FCA são as iniciais usadas para "Transportadora Livre" ou a obrigação do vendedor de entregar as mercadorias à transportadora indicada pelo transportador nas instalações do vendedor ou em outro local nomeado.

Quando as regras do Incoterms da ICC foram atualizadas pela última vez?

A ICC atualizou as regras do Incoterms pela última vez em 2010. O Incoterms 2010 ainda está em vigor hoje e pode ser acessado em nossos recursos para negócios.

Leia
30.08.2019
Furacão Dorian deverá aumentar para um furacão de categoria 4

Dorian passou de uma tempestade tropical para um furacão ao atingir as Ilhas Virgens na quarta-feira. Atualmente um furacão de categoria 2, a última previsão dizia que Dorian poderia ser um furacão de categoria 4 com ventos de 200 km / h quando chegar à Flórida. O estado de emergência foi declarado para a Flórida e 12 condados da Geórgia.
O furacão Dorian deverá afetar todos os portos da Flórida no lado do Atlântico. Abaixo das portas atualmente afetadas:

Portos de Miami:

  • Condição do porto O WHISKEY e a Guarda Costeira dos EUA devem mudar para YANKEE na sexta-feira, 30 de agosto.
  • South Florida Container Terminal - será fechado ao meio-dia, sexta-feira, 30 de agosto para as operações da embarcação.
  • O portão do POMTOC será fechado na sexta-feira, 30 de agosto, para preparar o terminal para o furacão Dorian.

Porto Everglades:

  • Condição do porto Whisky - com previsão de chegada a YANKEE sexta-feira, 30 de agosto.

Jacksonville e Tampa:

  • Whisky da condição da porta - ainda é cedo para uma decisão sobre o fechamento da porta.

Os aeroportos da Flórida estão monitorando de perto o caminho do furacão, mas ainda não anunciaram nenhum fechamento.

Para obter informações sobre o progresso da tempestade tropical Dorian e a preparação para furacões, visite a página do National Hurricane Center.

Continuaremos a monitorar o furacão e forneceremos atualizações. Entre em contato com o representante local da DACHSER se tiver alguma dúvida.

Leia