Notícias

“Conexão e lealdade do funcionário é o que faz a DACHSER se destacar”

Sede da DACHSER atual em Kempten

De empresa individual a global player - em seus 90 anos de história, a DACHSER se tornou um peso-pesado internacional na área de logística. Mas como o provedor de logística se beneficiou naquela época da lealdade de seus funcionários e de sua estrutura como empresa familiar? Dr. Andreas Froschmayer, Corporate Director Corporate Development, Strategy & PR at DACHSER, explica.

DACHSER completa 90 anos este ano. Em que momento de sua história a empresa viu seu maior crescimento?

Na era 1, a jornada da DACHSER começou em 1930 como uma empresa de transporte de um homem e continuou até a década de 1970, quando se tornou uma das principais transportadoras de carga do sul da Alemanha. Na era 2, a DACHSER completou sua mudança de paradigma e se tornou um provedor de logística de sistemas de grupagem. A partir daí, a prioridade máxima passou não para as cargas parciais, mas sim para a grupagem. Conjuntos de regras para gerenciar os sistemas não programam mais os horários de partida apenas de acordo com o grau máximo de utilização da capacidade de um caminhão, mas com antecedência de acordo com os horários fixos de chegada A introdução de um cronograma de funcionamento sistemático que unificou a rede, junto com uma promessa clara de tempo de trânsito, resultou em uma "revolução cultural". Isso incluiu a expansão do processamento eletrônico de dados.

A terceira era tem tudo a ver com a gestão sistemática da rede logística. A quarta etapa centra-se na europeização da empresa. Em 1999, a DACHSER adquiriu uma das principais empresas de logística francesas, a Transports Graveleau. Esta etapa colocou o selo final na estratégia da DACHSER de desenvolver o próprio Mercado Único Europeu como um "mercado euro-nacional". Com a aquisição da Azkar em 2013, atingiu um grau de maturidade essencial. A DACHSER completou sua rede com novas aquisições e projetos de integração. Na era cinco, a DACHSER desenvolve consistentemente sua estratégia de internacionalização. Era seis enfoca os tópicos de desenvolvimento organizacional, liderança e resiliência. Foi assim que a empresa optou por refletir a necessidade de garantir mais agilidade em um arcabouço de responsabilidades mais amplo. Em 2021, a mudança para um CEO de fora da família, Burkhard Eling, e a reavaliação do papel do Conselho de Supervisão definirão novos sinais. A independência da DACHSER como uma empresa familiar é, portanto, garantida para as próximas gerações.

Existe uma estratégia DACHSER particular que levou ao sucesso da empresa?

O que diferencia a DACHSER é o senso de conexão e lealdade que os gestores e funcionários têm com a empresa. Este é o resultado de uma cultura corporativa que cresceu historicamente, mas ainda serve como um padrão que é vivido e depois compartilhado na comunicação com todos. A missão e os valores corporativos pelos quais as pessoas realmente vivem formam uma base para as decisões que, por sua vez, determinam o trabalho do dia a dia.

Quais são as vantagens das empresas familiares?

Em uma empresa familiar, os que estão no topo pensam e agem no longo prazo; eles não estão interessados ​​em lucros de curto prazo. Isso garante estabilidade e lucratividade sustentável. Uma empresa familiar também pode realizar e preservar melhor os empregos, a política corporativa sustentável e a cultura corporativa que diferencia a DACHSER do que uma empresa pública.

Interview with: Dr. Andreas Froschmayer

Dr. Andreas Froschmayer is Corporate Director Corporate Development, Strategy & PR at DACHSER.

Qual geração está liderando a empresa atualmente?

O atual CEO Bernhard Simon é neto do fundador da empresa. Em 2021, assumirá uma nova função de presidente do Conselho Fiscal. Burkhard Eling, que atualmente é CFO, o sucederá em 1º de janeiro de 2021 como CEO de fora da família.

Neste momento, a economia está passando por um momento difícil. Como DACHSER está lidando com a crise do coronavírus?

A DACHSER conseguiu manter toda a rede operacional, de forma que nossos clientes não experimentaram, e estão experimentando, virtualmente nenhuma restrição de serviço. A base para este sucesso é que introduzimos conceitos de higiene abrangentes, separação de turnos e regulamentos de distanciamento em todas as filiais em um estágio inicial. Nossos funcionários então os implementaram com um alto grau de motivação e disciplina. Também comunicamos aos nossos subcontratados desde o início que eles poderiam continuar a contar conosco e, se necessário, poderíamos prestar apoio na forma de assessoria e medidas para garantir sua liquidez.

A DACHSER conseguiu aplicar a experiência de outras crises?

Definitivamente. Sabemos da grande crise econômica e financeira de 2008–2009 que a logística - e particularmente a DACHSER como uma empresa familiar - é uma rocha valiosa de estabilidade e certeza em tempos difíceis. Assumimos essa responsabilidade por nossos clientes e funcionários e por nosso ambiente social muito a sério. Foi assim que ultrapassámos a crise há dez anos e é assim que o faremos também desta vez.

Muito obrigado pela entrevista.

Contato Thais Meroni